Bradesco reduz projeção para IPCA do ano

O Bradesco atualizou a projeção para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) deste ano após a divulgação do dado de novembro surpreender o mercado.

No penúltimo mês do ano, o IPCA atingiu 0,28%. O dado ficou menor que o piso da pesquisa do Projeções Broadcast, de 0,30%, que tinha teto de 0,50%, enquanto a mediana e a média eram de 0,35%.
“A inflação segue apresentando comportamento bastante favorável. Para este ano, atualizamos nosso número de inflação para 2,8%, e mantivemos nosso cenário de 3,9% para 2018”, escrevem os analistas do banco em relatório. A estimativa anterior para o IPCA de 2017 estava em 3,1%. Em 12 meses até novembro, o IPCA acumula 2,80%. No ano, acumula 2,50%.
O Bradesco explica que os núcleos prosseguiram comportados, com velocidade de 3,5% em termos anualizados. “Além disso, notamos descompressão adicional da inflação de serviços”, diz o texto. Apesar de enxergar um balanço de riscos mais equilibrado para 2018 do que o registrado neste ano, o banco, acredita que a abertura do hiato aliada à evolução moderada dos rendimentos deve contribuir para a manutenção do cenário benigno da inflação no ano que vem.
Quanto à taxa Selic, a equipe do Bradesco ressalta que a queda segue favorecida pelo binômio atividade/inflação. No caso da atividade, acredita que a retomada seguirá de forma gradual e que a sinalização do Banco Central é de uma redução moderada no ritmo de corte na reunião de fevereiro, no cenário central. “Embora tenha deixado em aberto a possibilidade de cortes adicionais, acreditamos que o BC encerre o ciclo em 6,75%” (AE).

Mais Lidas