Aumentou a produção de carne de frango e de porco

A produção de carne de frango no país deve chegar a 13,056 milhões de toneladas em 2017, 1,2% a mais do que no ano anterior.

As exportações devem caminhar no sentido contrário, com queda de 1,48%, com 4,319 milhões de toneladas, ante as 4,384 milhões de toneladas exportadas em 2016. De janeiro a novembro, as exportações atingiram US$ 6,62 bilhões, 6,9% a mais do que no mesmo período do ano passado. Os dados foram divulgados ontem (13) pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA).
No caso da carne suína, a produção deve passar de 3,731 milhões de toneladas em 2016 para 3,759 em 2017, o que corresponde a um crescimento de 0,7%. As exportações devem registrar retração de 5,4% ao passar de 732 mil toneladas para 683 mil toneladas. Em valores, a receita das exportações de suíno totalizaram US$ 1,499 bilhão de janeiro a novembro, refletindo em um aumento de 9,8%.
Os dados mostram ainda que a produção de ovos deve totalizar 39,923 bilhões de unidades em 2017, 1,89% a mais do que em 2016. As exportações devem registrar queda de 44% no volume, passando de 10.411 toneladas para 5.834 toneladas. De janeiro a novembro, a receita chegou a US$ 7,5 milhões, 43,8% a menos do que igual período do ano passado.
De acordo com o presidente da ABPA, Francisco Turra, os resultados superam a expectativa traçada depois da crise causada pela Operação Carne Fraca, que resultou em sanções de 77 mercados às carnes de aves e suínos no país. Atualmente três mercados permanecem fechados: Trinidad e Tobago, Santa Lúcia e Zimbábue. Turra destacou a melhoria no consumo interno per capita de frango que foi de 42 quilos no ano. A carne suína atingiu 14,7 quilos. No caso dos ovos, o consumo por pessoa em 2017 chegou a 192 unidades (ABr).