Leilão movimenta R$ 13,94 bilhões em energia de novas fontes

O leilão de geração de energia de novas fontes, realizado ontem (20) pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), movimentou R$ 13,94 bilhões em investimentos para gerar 572, 5 milhões de megawatts hora (MWh).

Foram contratados 63 empreendimentos. O preço médio do MWh ficou em R$ 189,45, um deságio de 38,7% em relação aos valores máximos.
Os empreendimentos deverão iniciar a geração de energia a partir de janeiro de 2023. Para as centrais hidrelétricas, os contratos são pelo prazo de 30 anos; para as usinas eólicas, 20 anos; e para as termoelétricas, 25 anos. Haviam se cadastrado para participar do leilão 1.092 projetos, a maior parte eólicos (953).
A potência instalada contratada está em 3.841 megawatts (MW). Desses, 1.386 MW serão disponibilizados por 49 centrais eólicas. Seis pequenas centrais hidrelétricas respondem por 76 MW, seis termoelétricas movidas a biomassa por 177 MW e duas centrais de gás natural por 2.139.
Com 17 contratos, o Piauí é o estado com maior número de empreendimentos (ABr).

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP