Pichação do Pateo do Collegio

A Secretaria de Segurança Pública informou que já interrogou dois dos três investigados pelo crime ambiental de pichação da fachada do Pateo do Collegio.

“As investigações se iniciaram nas redes sociais, com a identificação de frases que levaram aos investigados”, disse o delegado Marcos Gallicasseb. Os investigados já ouvidos são Isabella Tellerman Viana, de 24 anos e João Luís Prado Simões França, de 34 anos, conhecido pelo codinome M.I.A. numa alusão à Massive Illegal Arts (artes ilegais massivas). O delegado informou que Isabella, que usa o codinome Risco, foi detida na quinta-feira (12) à tarde e ouvida na Delegacia de Crimes Ambientais, onde confessou sua participação na pichação. João foi detido e ouvido durante a noite e também confessou sua participação. “Como é um crime de menor potencial ofensivo, e no caso específico, por se tratar de um monumento histórico, a pena é de seis meses a um ano” (ABr).

Mais Lidas