Cientistas vão treinar robôs para identificação automática de plantas

Cientistas brasileiros estão trabalhando para desenvolver uma tecnologia que permita a máquinas agrícolas fazerem o reconhecimento automático de plantas no campo                                                                     

Cientistas tempoirario

Foto: Arquivo/Embrapa

Visão computacional identifica elementos da planta.

Pesquisas da Embrapa na área de fenotipagem buscam reconstruir espécies vegetais em três dimensões (3D) usando conhecimentos e técnicas de computação, como a robótica e a inteligência artificial.

A reconstrução tridimensional de plantas envolve a captura automatizada de imagens das culturas agrícolas e a geração de modelos digitais que mostram as estruturas das espécies, sejam folhas, caules, flores ou frutos, em 3D. Por meio desse processo, são coletados milhares de dados para classificação e análise das características vegetais, que podem ajudar no melhoramento genético.

Equipamentos que fazem diagnóstico de maneira autônoma
Os resultados desse tipo de pesquisa são úteis para estimar a produção de determinada área, encontrar áreas com deficiência nutricional ou identificar pragas e doenças na lavoura, contribuindo para o avanço da agricultura de precisão. Com o desenvolvimento dos estudos em robótica aplicada à agricultura, os pesquisadores esperam que, no futuro, máquinas agrícolas autônomas possam ir a campo para fazer as mais variadas observações.

Experimentos conduzidos com as culturas de milho e uva de vinho integram um projeto de pesquisa com foco na geração de conhecimento em agricultura digital liderado pela Embrapa Informática Agropecuária (SP), em parceria com a Embrapa Instrumentação (SP) e a Unicamp, com apoio financeiro da Fapesp. Os testes com robôs e drones vão ser feitos em uma vinícola do estado de São Paulo, que participa da Rede de Agricultura de Precisão, e em uma área de milho em Campinas.

Também vão ser empregadas técnicas de aprendizado de máquina e reconhecimento de padrões, conhecidas como deep learning, redes neurais profundas capazes de aprender padrões complexos a partir de um grande número de observações. Com apoio de grandes bases de dados e softwares de processamento de imagens digitais, busca-se criar protótipos de robôs capazes de identificar as culturas e diferenciar o que são frutos, cachos de uvas ou espigas, das demais estruturas vegetais, como folhas e troncos, por exemplo.

cientistas-treinam-robos-para-id tempoirario

Foto: Divulgação

 

Tecnologia usada em carros autônomos
“Isso pode abrir o caminho para uma série de automações na agricultura”, conta o pesquisador da Embrapa Informática Agropecuária, Thiago Teixeira Santos, líder da pesquisa. A equipe planeja construir um robô com câmeras acopladas e um escâner a laser para fazer a varredura das áreas de cultivo selecionadas pela pesquisa. Assim será possível ver a estrutura tridimensional com informações de geolocalização baseadas na tecnologia Lidar – a mesma usada pelos carros autônomos que estão sendo testados pela indústria automobilística mundial.

No entanto, diferentemente da indústria, em que o ambiente é controlado, os robôs desenhados para atuar no agronegócio possuem um ambiente muito mais complexo e sujeito a incertezas, o que exige um grande esforço de investigação e inúmeras simulações. Os desafios vão desde a superação dos níveis do terreno, passando por fatores climáticos e necessidade de infraestrutura computacional de alto desempenho para armazenagem, processamento e análise.

Por isso, os testes estão sendo feitos em pequenas parcelas de cultivo, com características de estruturas conhecidas, como linhas de plantio definidas, para que os robôs sejam treinados e possam reconhecer esses ambientes. “A próxima geração de equipamentos agrícolas incluirá máquinas de pequeno porte e robôs que desempenham tarefas específicas. É um maquinário que vê e toma decisão, isto é, dotado de capacidade para ‘raciocinar’ com base no que é observado no campo”, avalia Santos.

O projeto de pesquisa denominado “Agricultura ciente de ambiente: raciocínio sobre estrutura tridimensional no campo de cultivo (AAcr3, do inglês Ambient awareness in Agriculture: 3-D structure and reasoning in the crop field)”, foi aprovado em uma chamada conjunta da Fapesp com a IBM e recebeu recursos de US$ 60 mil (cerca de R$ 200 mil reais) da linha de auxílio à pesquisa Parceria para Inovação Tecnológica (Pite). A vigência é de dois anos, de abril de 2018 a março de 2020.

Serão empregados algoritmos de visão computacional e aprendizado de máquina na detecção e classificação de objetos de interesse, tais como terreno, plantas, folhas e frutos. Além disso, informações como características das plantas, variação espacial na cultura e outras medidas vão ser estimadas a partir de nuvens de pontos 3-D (point clouds). Os pesquisadores explicam que parcelas de três culturas diferentes, incluindo grãos e fruticultura, serão sensoreadas e estruturadas, capturando vários estágios de desenvolvimento das plantas.

“A utilização dessas ferramentas e procedimentos para o reconhecimento de partes de uma espécie vegetal de interesse do produtor agrícola ou técnico permitirá a obtenção de forma automatizada de informações úteis, como a estimativa de produção em uma área, quais as partes da área que podem ser mais ou menos produtivas, o nível de incidência de pragas e doenças nas plantas dessa área, entre outros”, destaca o pesquisador da Embrapa Instrumentação Luis Henrique Bassoi. “Isso poderá trazer rapidez na coleta e na análise de dados para a obtenção de informações que auxiliarão na tomada de decisão quanto à realização de práticas agrícolas”, afirma.

A pesquisa ainda vai integrar tecnologias de ponta em imageamento, robótica e visão computacional em uma metodologia completa para a aquisição da estrutura 3-D de campos de cultivo, abordando problemas em automação e computação de alto desempenho. Também serão desenvolvidos métodos baseados em aprendizagem de máquina para a extração de padrões e características a partir desses dados, para avaliação comparativa às metodologias tradicionais usadas em pesquisas agrícolas, abrindo um novo campo de conhecimento científico.

Fonte: Nadir Rodrigues/Embrapa Informática Agropecuária

Mais artigos...

  1. Combate a Lampião quase entrou na Constituição de 1934
  2. Estudo aponta 30 profissões que estão surgindo com a indústria 4.0
  3. Na era Trump, imigrantes buscam espaço na política dos Estados Unidos
  4. Acompanhar tramitação de lei ainda é desafio
  5. O maravilhoso universo das plantas e a força dos nutrientes
  6. Junho deixou sementes de participação popular
  7. Número de brasileiros em áreas de risco passa de 8 milhões, diz IBGE
  8. Vida verde: benefícios do vegetarianismo e veganismo à saúde atraem cada vez mais brasileiros
  9. Uso de energia solar no campo cresce com usinas flutuantes
  10. Vinho é a bebida alcoólica preferida dos brasileiros na melhor idade, aponta pesquisa
  11. Músicos amadores criam grupos para reviver antigos sambas esquecidos
  12. Projetos buscam evitar tragédias como o desabamento de edifício em São Paulo
  13. Quilombo a 50 km de Brasília luta para manter território e identidade
  14. Lei Seca soma dados positivos após 10 anos, mas levanta questões
  15. Junho aumenta riscos de acidente com fogos e balões
  16. Dom Pedro I criou Supremo Tribunal com poderes esvaziados
  17. "Sem solução, quem matou terá carta branca", diz pai de Marielle
  18. Livro sobre intelectuais negros põe em xeque ideia de democracia racial no país
  19. Carro elétrico ainda espera incentivos para crescer no Brasil
  20. Cora Coralina é inspiração para artesãs e doceiras na Cidade de Goiás
  21. Ascensão e queda de José Bonifácio, o 'Patriarca da Independência'
  22. Brasil perdeu mais de 430 mil empregos na construção entre 2015 e 2016
  23. Desmatamento e ocupação desordenada ameaçam conservação do Cerrado
  24. Poluição sonora prejudica a saúde e preocupa especialistas
  25. Senado deve aprovar incentivo para combater cartéis
  26. Cade propõe medidas para reduzir preços dos combustíveis
  27. O Brasil ocupa o oitavo lugar no ranking de número de tabagistas no mundo
  28. Entenda a composição do preço da gasolina e do diesel no Brasil
  29. Guimarães Rosa é recriado em prosas, pinturas e bordados
  30. Verdades e mentiras sobre o Cadastro Positivo
  31. Estudo da USP mostra como o álcool em dose moderada protege o coração
  32. Brasil pretende atrair mão de obra estrangeira qualificada para o país
  33. Bossa nova completa 60 anos: conheça a história do gênero musical
  34. Saí da Igreja do Rosário, andei por São Paulo e tropecei na história
  35. País busca soluções para aumento de judicialização na saúde
  36. Divisão de tarefas domésticas ainda é desigual no Brasil
  37. Cuidar da saúde é principal motivação dos que se planejam para aposentadoria
  38. Economia brasileira ainda não sentiu efeitos da Copa 2018
  39. Senado e Câmara aprovaram Lei Áurea em apenas 5 dias
  40. Dimension Data e Cisco expandem tecnologia anticaça na África
  41. Proteção de dados ganha importância na política e economia no Brasil
  42. Mais de 80 mil brasileiros migraram para Portugal em busca de segurança
  43. A cinco meses das eleições, Câmara e Senado trabalham em ritmo lento
  44. Jornais noticiaram Esquadrão da Morte de acordo com clima político
  45. Famílias sonham com clínica-escola gratuita para autistas
  46. Senado avança na definição de código que defende contribuintes
  47. Livro explica o poder e a consolidação dos Estados Unidos
  48. Pediatras lançam campanha para elucidar mitos sobre saúde infantil
  49. Mais de 40% dos brasileiros até 14 anos vivem em situação de pobreza
  50. Um milhão de indígenas brasileiros buscam alternativas para sobreviver
  51. Cuba elege 1º presidente após 60 anos de governo dos irmãos Castro
  52. Oito em cada dez brasileiros não se preparam para aposentadoria
  53. Vida de Adoniran Barbosa é tema de documentário
  54. Proximidade entre animais domésticos e silvestres traz riscos de doenças a humanos
  55. IBGE: ricos receberam 36 vezes acima do que ganharam os pobres em 2017
  56. Pesquisa revela que 58% dos brasileiros não se dedicam às próprias finanças
  57. Os mano e as mina na mira dos homi
  58. Maior virtuose do bandolim é lembrado no seu centenário
  59. Ferramenta auxilia na preparação tática de goleiros
  60. "Eu tenho um sonho!" - morte de Martin Luther King completou 50 anos e ex-assessor relembra lutas
  61. Multiculturalismo no futebol deve se expandir em seleções europeias
  62. Dia da Constituição comemorou avanços na cidadania desde a independência do Brasil
  63. Três anos depois de aprovada, Lei do Feminicídio tem avanços e desafios
  64. BC: Selic deve voltar a ter redução em maio e cortes se encerram em junho
  65. Em busca de um novo modelo de gestão para o uso da água
  66. Lei poderá dar segurança ao Farmácia Popular
  67. Acesso dos pobres à água só é possível com controle social, dizem especialistas
  68. Por que as mulheres “desapareceram” dos cursos de computação?
  69. Interiorização de venezuelanos para São Paulo e Manaus começa em abril
  70. Relatório da Unesco sobre água propõe soluções baseadas na natureza
  71. Veja quem luta contra quem no conflito na Síria
  72. Surto de febre amarela desafia vigilância de epidemias
  73. São Paulo, uma metrópole para poucos
  74. Mesmo com decisão do TST, governo não descarta privatização dos Correios
  75. Documento único estará disponível em julho
  76. Mulheres são donas de 31% de empresas nos Estados Unidos
  77. IBGE: mulheres ganham menos que homens mesmo sendo maioria com ensino superior
  78. Cadastro Positivo: Entenda o que é e quais são os reais benefícios ao consumidor
  79. CNI recomenda desburocratização, educação e pesquisa para indústria crescer
  80. Seu próximo negócio poderá ser de outro planeta
  81. Soluções sertanejas ajudam a vencer a seca no semiárido nordestino
  82. Pesquisador destaca papel da irrigação na sustentabilidade ambiental
  83. Laser infravermelho ajuda a combater gordura no fígado
  84. Leis não alteraram perfil dos caminhoneiros no Brasil, mostra estudo
  85. Técnicas de redução de ansiedade ajudam a acertar pênaltis
  86. Cremes dentais não resolvem sozinhos erosão dental e hipersensibilidade dos dentes
  87. Pesquisa diz que, de 69 milhões de casas, só 2,8% não têm TV no Brasil
  88. Hábitos alimentares deram nova identidade a japoneses na Amazônia
  89. Vitória antitabagista
  90. Desmatamento vai aquecer clima do planeta mais que o estimado
  91. Medida Provisória que altera reforma trabalhista ainda não começou a tramitar
  92. De Picasso a Chagall – Conheça o Carnaval retratado na arte
  93. Portela lembra na avenida os imigrantes judeus que se instalaram no Recife
  94. Beija-Flor fecha grupo especial com desfile sobre monstros e seus criadores
  95. União da Ilha desfila os sabores da culinária brasileira
  96. Na Marquês de Sapucaí, Imperatriz conta enredo dos 200 anos do Museu Nacional
  97. Haitianos são maioria entre os imigrantes no mercado formal brasileiro
  98. 60% das lesões no futebol atingem as coxas e joelhos
  99. Mídia representa pessoas em situação de rua de forma negativa
  100. Rap e jazz facilitam formação cultural e engajamento na escola