Mais de 80 mil brasileiros migraram para Portugal em busca de segurança

Basta caminhar alguns minutos pelas ruas de Lisboa para perceber a quantidade de brasileiros por todos os lados

Mais de 1 temporario

Os brasileiros são a maior comunidade de estrangeiros residentes em Portugal.

Marieta Cazarré/Agência Brasil

Apenas em 2017, cerca de 870 mil turistas brasileiros visitaram o país. Mas não é só. Os brasileiros são a maior comunidade de estrangeiros residentes em Portugal. Oficialmente, são cerca de 80 mil pessoas, mas especialistas afirmam que este número é bem maior. Os dados foram divulgados pelo escritório de estatística da União Europeia.

Fugir da crise e da violência, buscar qualidade de vida e segurança são apenas alguns dos motivos que estão levando muitos brasileiros a fazerem as malas para viver em Portugal. A migração de brasileiros para a "terrinha" não é de hoje e já sofreu mudanças significativas. A escritora Ana Silvia Scott, em seu livro Portugueses, relata como a migração mudou os sentimentos entre portugueses e brasileiros nas últimas décadas. Ela recorda que, na década de 1980, os brasileiros que chegavam a Portugal eram recebidos com cordialidade e simpatia por uma população cheia de memórias carinhosas do Brasil.

Naquela época quase todos os portugueses tinham histórias de parentes que foram para o Brasil. Em 1977, os portugueses assistiram a novela brasileira Gabriela, adaptada da obra de Jorge Amado, e a trama modificou comportamentos e a rotina dos portugueses. Além da música, as belezas naturais e o futebol. Zico, Falcão, Sócrates e Júnior, craques da "seleção canarinho", eram famosos do outro lado do Atlântico.

No ano de 2000, afirma Ana Silvia em seu livro, que o cenário começou a mudar e o incômodo dos portugueses se tornou evidente. "O sentimento desagradável com relação aos brasileiros surgiu em Portugal devido a intensificação de migrantes de baixa renda e pouca escolaridade".

Enquanto nas décadas de 80 e 90 a migração era em sua maioria de dentistas, publicitários e profissionais da área de informática, insatisfeitos com a instabilidade econômica gerada no governo Collor; nos anos 2000, o perfil preponderante de brasileiros era composto por trabalhadores da construção civil, do comércio, dos restaurantes e do serviço doméstico.

Atualmente houve uma mudança no perfil do brasileiro que migra para Portugal. O que se tem observado é um grande número de pessoas de classe média e alta, que têm optado por viver no país fugindo da violência e da insegurança. Não é raro ouvir relatos como o do engenheiro brasileiro Zwy Goldstein, 60 anos, que optou deixar São Paulo após ter sido assaltado.
A aposentada carioca Lurdes Martins, 66 anos conta que tirava brincos, anéis e colares para andar nas ruas de Ipanema, onde morava. "O contexto brasileiro - social, político e econômico - foi o que me impeliu a emigrar para Portugal. Além da minha admiração pelo país e pelo povo português. A qualidade e o custo de vida é bem melhor que no Brasil. Estou bem feliz aqui", afirma Lurdes.
Ela é bancária aposentada e obteve o visto de "residência temporária" em Portugal. Esse tipo de visto é concedido para estrangeiros que comprovem ter rendimentos para se manter no país. O valor necessário para a obtenção do visto varia de acordo com a quantidade de pessoas da família que se candidatar a viver no país. O engenheiro Zwy e sua mulher vieram para Portugal com o mesmo visto que Lurdes. Ele conta que, após ter tomado um tiro em uma tentativa de assalto em São Paulo, chegou à conclusão de que não dava mais para viver no Brasil.

"Eu nunca tinha pensado em vir para Portugal, mas comecei a ler matérias que falavam do país. Então resolvi vir com a minha mulher, em março de 2016, para dar uma olhada. Eu adorei isso aqui e, em 24 horas, eu decidi: quero mesmo é ficar aqui, porque é muito legal! Entramos com processo (no Consulado), foi super rápido naquela época e em agosto a gente estava aqui", conta Zwy. Para ele, a grande vantagem de viver em Portugal é a segurança. "A gente não tem esse tipo de preocupação aqui. Acho incrível isso aqui, não preciso olhar pro lado, não preciso olhar pra trás, não preciso achar que alguém vai aparecer e ferir a gente".

Mais de 2 temporario

Além disso, para Zwy, a animosidade entre portugueses e brasileiros é coisa do passado. "As pessoas são simpáticas ao contrário do que falavam s

empre. Os portugueses recebem muito bem e temos vários amigos aqui. A gente viaja pelo país, que é pequeno, e dá pra ver muita coisa e acaba aprendendo a história do país", conta Zwy, que se diz realizado em Portugal.
Ele afirma que, do Brasil, a saudade é apenas dos amigos, dos lugares pelos quais passou e dos prédios que construiu. No Natal do ano passado, esteve em São Paulo para visitar os parentes e fui novamente assaltado. "Se existia ainda algum resquício de vontade de voltar, não tenho mais nenhuma. A paz que tenho aqui não tem preço".

Residência temporáriaPortugal temporario
Inicialmente, a autorização de residência temporária tem validade de um ano. Após a primeira renovação, o documento deve ser revalidado a cada dois anos. Após seis anos de residência legal, a pessoa pode solicitar a nacionalidade portuguesa. Para obter a autorização, é preciso fazer como Lurdes, que deu entrada no pedido ainda no Brasil, no Consulado de Portugal. Há uma série de documentos que são exigidos nessa primeira etapa, como comprovante de rendimentos e certidões negativas da Justiça.

Mais de 3 temporarioAo chegar em Portugal, é necessário procurar pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) para apresentar documentação complementar e agendar uma entrevista pessoal. "O meu processo de obtenção do visto foi um pouco complicado, por problemas de comunicação com o Consulado, mas depois que tive apoio de um escritório de ajuda aos migrantes aqui em Lisboa, tudo ficou mais fácil", disse Lurdes.110787608-660x420-660x330 temporario

É importante ressaltar que há outros tipos de autorização de residência, como a "Autorização de Residência por Investimento", conhecida como visto gold; a Autorização de Residência Permanente e a Autorização de Residência Não Habitual. Há ainda diferentes vistos para quem quer residir em Portugal e não tem a cidadania, como os de trabalho ou estudo. Os interessados devem procurar informações específicas sobre os diferentes tipos de visto e as documentações necessárias.

Os brasileiros foram os que mais receberam nacionalidade portuguesa no ano de 2016. Neste ano, a nacionalidade lusitana foi concedida a pouco mais de 25 mil pessoas, entre as quais estão 8 mil brasileiros, ou seja, 31% do total. Entre os brasileiros que adquiriram, em 2016, nacionalidades europeias, 36,3% foram obtidas em Portugal; 27% na Itália e 15,4% na Espanha.

Mais artigos...

  1. A cinco meses das eleições, Câmara e Senado trabalham em ritmo lento
  2. Jornais noticiaram Esquadrão da Morte de acordo com clima político
  3. Famílias sonham com clínica-escola gratuita para autistas
  4. Senado avança na definição de código que defende contribuintes
  5. Livro explica o poder e a consolidação dos Estados Unidos
  6. Pediatras lançam campanha para elucidar mitos sobre saúde infantil
  7. Mais de 40% dos brasileiros até 14 anos vivem em situação de pobreza
  8. Um milhão de indígenas brasileiros buscam alternativas para sobreviver
  9. Cuba elege 1º presidente após 60 anos de governo dos irmãos Castro
  10. Oito em cada dez brasileiros não se preparam para aposentadoria
  11. Vida de Adoniran Barbosa é tema de documentário
  12. Proximidade entre animais domésticos e silvestres traz riscos de doenças a humanos
  13. IBGE: ricos receberam 36 vezes acima do que ganharam os pobres em 2017
  14. Pesquisa revela que 58% dos brasileiros não se dedicam às próprias finanças
  15. Os mano e as mina na mira dos homi
  16. Maior virtuose do bandolim é lembrado no seu centenário
  17. Ferramenta auxilia na preparação tática de goleiros
  18. "Eu tenho um sonho!" - morte de Martin Luther King completou 50 anos e ex-assessor relembra lutas
  19. Multiculturalismo no futebol deve se expandir em seleções europeias
  20. Dia da Constituição comemorou avanços na cidadania desde a independência do Brasil
  21. Três anos depois de aprovada, Lei do Feminicídio tem avanços e desafios
  22. BC: Selic deve voltar a ter redução em maio e cortes se encerram em junho
  23. Em busca de um novo modelo de gestão para o uso da água
  24. Lei poderá dar segurança ao Farmácia Popular
  25. Acesso dos pobres à água só é possível com controle social, dizem especialistas
  26. Por que as mulheres “desapareceram” dos cursos de computação?
  27. Interiorização de venezuelanos para São Paulo e Manaus começa em abril
  28. Relatório da Unesco sobre água propõe soluções baseadas na natureza
  29. Veja quem luta contra quem no conflito na Síria
  30. Surto de febre amarela desafia vigilância de epidemias
  31. São Paulo, uma metrópole para poucos
  32. Mesmo com decisão do TST, governo não descarta privatização dos Correios
  33. Documento único estará disponível em julho
  34. Mulheres são donas de 31% de empresas nos Estados Unidos
  35. IBGE: mulheres ganham menos que homens mesmo sendo maioria com ensino superior
  36. Cadastro Positivo: Entenda o que é e quais são os reais benefícios ao consumidor
  37. CNI recomenda desburocratização, educação e pesquisa para indústria crescer
  38. Seu próximo negócio poderá ser de outro planeta
  39. Soluções sertanejas ajudam a vencer a seca no semiárido nordestino
  40. Pesquisador destaca papel da irrigação na sustentabilidade ambiental
  41. Laser infravermelho ajuda a combater gordura no fígado
  42. Leis não alteraram perfil dos caminhoneiros no Brasil, mostra estudo
  43. Técnicas de redução de ansiedade ajudam a acertar pênaltis
  44. Cremes dentais não resolvem sozinhos erosão dental e hipersensibilidade dos dentes
  45. Pesquisa diz que, de 69 milhões de casas, só 2,8% não têm TV no Brasil
  46. Hábitos alimentares deram nova identidade a japoneses na Amazônia
  47. Vitória antitabagista
  48. Desmatamento vai aquecer clima do planeta mais que o estimado
  49. Medida Provisória que altera reforma trabalhista ainda não começou a tramitar
  50. De Picasso a Chagall – Conheça o Carnaval retratado na arte
  51. Portela lembra na avenida os imigrantes judeus que se instalaram no Recife
  52. Beija-Flor fecha grupo especial com desfile sobre monstros e seus criadores
  53. União da Ilha desfila os sabores da culinária brasileira
  54. Na Marquês de Sapucaí, Imperatriz conta enredo dos 200 anos do Museu Nacional
  55. Haitianos são maioria entre os imigrantes no mercado formal brasileiro
  56. 60% das lesões no futebol atingem as coxas e joelhos
  57. Mídia representa pessoas em situação de rua de forma negativa
  58. Rap e jazz facilitam formação cultural e engajamento na escola
  59. Nova lei dá esperança a quem aguarda adoção
  60. Conheça 10 receitas 'italianas' que só existem no Brasil
  61. Brasileiros beneficiados pelo Daca vivem incerteza nos Estados Unidos
  62. Aumento de bilionários em 2017 poderia acabar com a extrema pobreza por 7 vezes
  63. Confira dez perguntas e curiosidades sobre a febre amarela
  64. Cai percepção de piora da economia entre comerciantes
  65. O escritor portenho Jorge Luis Borges continua dando o que falar
  66. Hepatite A: saiba como se pega o vírus, quais são os sintomas e tratamentos
  67. Queda da inflação beneficiou mais a classe de renda baixa, diz Ipea
  68. Psicanálise também tem lugar para pessoas em vulnerabilidade social
  69. Pesquisa identifica populações mais vulneráveis a transtornos mentais graves
  70. Promoções impulsionam comércio e vendas no varejo cresceram 0,7% em novembro
  71. Etanol brasileiro pode substituir 13,7% do petróleo consumido no mundo
  72. Eleições e Copa do Mundo devem afetar pauta de votações no Congresso
  73. Livro em tupi moderno busca fortalecer o idioma na Amazônia
  74. Retrospectiva/2017: Fim da recessão, queda de juros e da inflação marcaram a economia
  75. Retrospectiva/2017: O ano dos ataques cibernéticos
  76. Retrospectiva/2017: O ano em que o Brasil mostrou que se importa com a Amazônia
  77. Lado brasileiro de Itaipu também poderá ser reserva de biosfera da Unesco
  78. Simplificar para melhorar (e muito): a urgente Reforma Tributária
  79. Fake news e controle na internet são desafios para as eleições de 2018
  80. Condições de vida são mais baixas em áreas longe dos centros
  81. Bichos de pelúcia substituem animais de laboratório em aulas na USP
  82. IBGE: 50 milhões de brasileiros vivem na linha de pobreza
  83. Em 2015 sete municípios respondiam por 25% do PIB do país, mostra IBGE
  84. País ainda precisa avançar no combate ao racismo
  85. Com política eficiente, país pode reverter prazo para cumprir objetivos estipulados pela ONU
  86. 70 anos da maior descoberta arqueológica bíblica: Manuscritos do Mar Morto
  87. Bitcoin passa de US$ 13 mil e vira 'desejo de consumo'
  88. Pesquisa do IBGE mostra trabalho "invisível" feito em 2016 no país
  89. Divórcio demorou a chegar no Brasil
  90. Prédios públicos ficam vermelhos contra a aids
  91. Estudo resgata a história do Movimento do Custo de Vida
  92. Anabolizantes comprometem funcionalidade do “colesterol bom”
  93. Presença de árvores reduz casos de câncer de pulmão em idosos
  94. Proximidade do verão aciona alerta para desastres naturais
  95. Nova lei regula situação de estrangeiros no país
  96. SP e Prefeitura de Humaitá atendem ribeirinhos no Amazonas
  97. O desaparecimento de pessoas é um problema grave, que atinge milhares de famílias no Brasil
  98. Alimentos e cosméticos podem ter alerta sobre substância cancerígena_02
  99. OIT diz que há mais de 70 milhões de jovens desempregados no mundo
  100. Lixo no mar brasileiro vai de drogas a plástico
Mais Lidas