Febre amarela: SP, RJ e BA vão adotar dose fracionada da vacina
Febre temproario


Entre fevereiro e março, 75 municípios de São Paulo, do Rio de Janeiro e da Bahia vão realizar campanhas de vacinação contra a febre amarela com doses fracionadas

A decisão, segundo o ministro da Saúde, Ricardo Barros, foi adotada mediante recomendação e autorização da OMS. O fracionamento de doses, de acordo com a pasta, é uma medida preventiva e emergencial adotada em razão do surto da doença no país e que será implementada em áreas selecionadas durante um período de 15 dias.
“A dose fracionada, até o presente momento, tem mostrado exatamente a mesma capacidade de imunização que a dose integral”, disse o ministro, ao destacar que a dose padrão da vacina contra a febre amarela protege uma pessoa por toda a vida, enquanto a dose fracionada protege por pelo menos oito anos. Estudos em andamento, segundo ele, vão continuar a avaliar a proteção da dose fracionada posterior a esse período.
Ao todo, 19,7 milhões de pessoas devem ser imunizadas nos três estados, sendo 15 milhões com doses fracionadas e 4,7 milhões com dose padrão (crianças de 9 meses a menores de 2 anos; pessoas com condições clínicas especiais como HIV/aids, doenças hematológicas ou após término de quimioterapia; gestantes; e viajantes internacionais, mediante apresentação do comprovante de viagem). No estado de São Paulo, 4,9 milhões de pessoas vão receber a dose fracionada e 1,4 milhão, a dose padrão em 52 municípios. O período da campanha será de 3 a 24 de fevereiro, sendo os dias 3 e 24 (sábados) os dias D de mobilização (ABr).

Portugal vai discutir legalização da cannabis para fins medicinais

A carta aberta defende que a “planta da cannabis tem inúmeros efeitos medicinais que podem e devem ser colocados ao serviço das pessoas”.

Uma carta aberta, assinada por mais de uma centena de médicos, enfermeiros, psicólogos, investigadores e autoridades da área da saúde em Portugal, pede a legalização do uso terapêutico da maconha. O documento apoia dois projetos que pedem liberação do uso da cannabis com finalidade medicinal. O Parlamento discutirá o tema amanhã (11).
A carta aberta defende que a “planta da cannabis tem inúmeros efeitos medicinais que podem e devem ser colocados ao serviço das pessoas. A legalização permitiria a melhoria da qualidade de vida de muitas pessoas e um maior e melhor acesso ao tratamento mais adequado ao seu estado de saúde”. O texto defende ainda a importância de se levar em consideração as evidências científicas e as experiências em outros países como o Canadá, a Alemanha, Holanda e a Itália, que já regularam o uso medicinal da substância, e salienta que a legalização permitiria o acesso em condições reguladas e com garantia de qualidade.
Dois projetos, um do Bloco de Esquerda (BE) e outro do partido PAN (Pessoas Animais Natureza), serão analisados pelo Parlamento e têm como objetivo a legalização da cannabis para uso terapêutico. O texto do projeto de lei do BE ressalta a eficácia da cannabis em situações de tratamento da dor, diminuição da náusea e vômitos associados à quimioterapia e estimulação do apetite.
Além disso, cita a eficiência da utilização “no caso da doença de Alzheimer, na esclerose lateral amiotrófica, no glaucoma, na diabetes, nos distúrbios alimentares, na distonia, na epilepsia, na epilepsia infantil, na fibromialgia, nos distúrbios gastrointestinais, nos gliomas, na hepatite C, no VIH, na doença de Huntington, na incontinência, na esclerose múltipla, na osteoporose, na doença de Parkinson, no stress pós-traumático, na artrite reumatóide, na apneia do sono”, entre outras (ABr).

Jovens se preparam para intercâmbio sociocultural nos EUA

Cinquenta alunos do ensino médio da rede pública de todos os estados do país se preparam para participar de um programa de intercâmbio com três semanas de duração nos Estados Unidos. Os estudantes foram selecionados pelo programa Jovens Embaixadores, coordenado pela Embaixada dos Estados Unidos em parceria com o Conselho Nacional de Secretarias Estaduais de Educação (Consed). Objetiva levar alunos carentes que se destacam em suas comunidades para vivenciar experiência sociocultural e acadêmica no país norte-americano.
Os participantes desta edição foram selecionados ao longo do ano passado e embarcam para Washington na próxima sexta-feira. Mas o intercâmbio já começou na capital brasileira. Os jovens chegaram ontem (9) pela manhã em Brasília, onde terão um encontro na embaixada e participarão, ao longo da semana, de workshops com orientações sobre visto e outras informações sobre a viagem antes do embarque.
Os alunos ficam nos Estados Unidos até o dia 4 de fevereiro e visitarão os principais monumentos e instituições da capital, participarão de oficinas de liderança e protagonismo juvenil, além de conhecer projetos sociais, participar da distribuição de donativos e apresentar um pouco da cultura brasileira para estudantes de escolas públicas americanas (ABr).

Austrália celebra casamentos gays

Cerimônia de casamento entre pessoas do mesmo sexo em Melbourne.

A Austrália começou ontem (9) a celebrar oficialmente o casamento entre pessoas de mesmo sexo. As primeiras uniões aconteceram pouco depois da meia-noite. Os atletas Craig Burns e Luke Sullivan estão entre os primeiros a formalizar a união. A cerimônia aconteceu na cidade de Tweed Heads, ao nordeste de Nova Gales do Sul.
Pela manhã, mais casamentos ocorreram. O casal Lainey Carmichael e Roz Kitschke oficializou a união às 8h locais. Apesar da cerimônia ter acontecido nas primeiras horas do dia, elas declaram que não foi por “ansiedade”, mas porque “não gostam do calor da tarde.”
A lei de união entre pessoas do mesmo sexo foi aprovada em 9 de dezembro de 2017, após a realização de uma pesquisa em que mais de 60% da população se monstrou à favor da mudança (ANSA).

Ferramenta de consulta sobre crimes contra grupos vulneráveis

O Instituto de Segurança Pública (ISP) lançou ontem (9) uma ferramenta de visualização de dados que permite a realização de consultas sobre crimes contra grupos vulneráveis no estado do Rio de Janeiro, o primeiro a lançar, na esfera governamental, uma análise voltada para esses grupos, segundo a Secretaria de Segurança Pública. A plataforma possibilita a seleção de faixas etárias das vítimas de diversos tipos de crimes. Com isso, pode-se fazer análise detalhada sobre delitos que atingem mais crianças e adolescentes, mulheres e idosos.
Segundo o ISP, a partir do cruzamento de dados, é possível constatar que, em aproximadamente 40% dos casos de estupros de crianças ou adolescentes em 2016, o autor tinha alguma relação de proximidade com a vítima (pai e filho, parentes, amigos ou vizinhos), e em 17,6% das vezes, os crimes foram cometidos pelos pais ou padrastos das vítimas. Além dos dados, a ferramenta disponibiliza também um mapa e uma lista de endereços das redes de atendimento a idosos, mulheres e crianças e adolescentes no estado.
As informações divulgadas têm como fonte os registros de ocorrência da Polícia Civil do estado do Rio de Janeiro relativos aos anos de 2014, 2015 e 2016, disponibilizados por meio do Departamento Geral de Tecnologia da Informação e Telecomunicações (http://www.ispvisualizacao.rj.gov.br/grupos.html).

‘A Forma da Água’, de Del Toro, recebe 12 indicações no Bafta

O filme “A Forma da Água”, do diretor Guillermo Del Toro, recebeu 12 nomeações para o prêmio Bafta, considerado o “Oscar Britânico”, ontem (9). Entre as indicações, estão as de melhor filme, melhor diretor, melhor atriz e melhor ator.
Depois do longa, “O Destino de Uma Nação”, de Joe Wright, e “Três Anúncios para um Crime”, de Martin McDonagh, vem com nove nomeações enquanto “Blade Runner 2049”, de Denis Villeneuve, e “Dunkirk”, de Christopher Nolan, receberam oito.
Os grandes vencedores da premiação serão conhecidos no dia 18 de fevereiro em evento organizado pela British Academy of Filme. O filme de Del Toro ganhou dois dos sete Globos de Ouro ao qual foi indicado no último domingo (7) enquanto “Três Anúncios para um Crime” foi o grande vencedor entre os filmes, com quatro estatuetas (ANSA).

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP