Contato: (11) 3043-4171

Educação a distância cresce 17,6% em 2017; maior salto desde 2008

Um em cada cinco estudantes matriculados no ensino superior estuda a distância, de acordo com o Censo da Educação Superior divulgado ontem (20) pelo Inep.

Educacao temproario

A educação a distância tem conquistado também os cursos tecnológicos, com 46% do total das matrículas. Foto: MCTIC/ABr

Enquanto o ensino presencial apresentou queda nas matrículas, a educação a distância (EaD) registrou o maior salto desde 2008. As matrículas em EaD cresceram 17,6% de 2016 para 2017. Os estudantes de educação a distância (EaD) chegaram a quase 1,8 milhão em 2017 – o equivalente a 21,2% do total de matrículas em todo o ensino superior.

O número de cursos no país também aumentou, de 2016 para 2017, passou de 1.662 para 2.108, o que representa aumento de 26,8% – maior crescimento desde 2009, quando o país passou dos 647 cursos registrados até 2008 para 844 cursos. No total, o ensino superior tem cerca de 8,3 milhões de estudantes em cursos de graduação. Desses, 6,5 milhões estão matriculados em cursos presenciais. Ao contrário do que ocorreu nos cursos de EaD, o número de estudantes nos presenciais caiu 0,4% de 2016 para 2017.

A maior parte dos estudantes está matriculada em instituições de ensino privadas, com 75,3% das matrículas. Quando se trata apenas de EaD, essa porcentagem aumenta, as instituições particulares de ensino superior respondem por 90,6% dos estudantes. Dos 3,2 milhões de novos alunos registrados no ensino superior em 2017, a maioria (2,1 milhões) optou pelo ensino presencial – aumento de 0,5% em relação a 2016. A procura por cursos a distância cresceu mais. Os ingressantes passaram de 843 mil em 2016 para cerca de 1,1 milhão em 2017 – aumento de 27,3%.

O percentual de professores formados em cursos EaD aumentou em 2017. Segundo os dados do Censo, em 2016, cerca de 42,1% das matrículas em licenciaturas eram a distância. Esse percentual passou para 46,8% em 2017. Ao todo, as licenciaturas representam 19,3% das matrículas no ensino superior. Em relação à formação dos professores que atuam nos cursos EaD, segundo o censo, eles são, em grande parte, mestres. Enquanto na educação presencial, os professores com doutorado representam 51,1% do total, na EaD, eles representam 41,8%; outros 46,5% têm a formação até o mestrado.

Gisele Bündchen encarna a cantora Mina na 'Vogue'

Gisele temproario

Gisele, na capa fotografada pela dupla Luigi e Iango. Foto: ANSA

A modelo brasileira Gisele Bündchen interpreta a icônica cantora italiana Mina na edição da "Vogue Italia" de outubro, que será dedicada aos 50 anos do lançamento de primeiro álbum ao vivo da artista, gravado na célebre casa de shows "La Bussola", na Toscana. As italianas Maria Carla Boscono e Carla Bruni acompanham Gisele na mesma missão. A revista ainda dará uma festa no Teatro Manzoni, de Milão, hoje (21), em meio à Milan Fashion Week.

As três estrelas que fazem as capas da próxima edição estão entre os convidados, que incluem também artistas que interpretam os sucessos de Mina. A ideia partiu do filho da cantora, o compositor italiano Massimiliano Pani. "Mina influenciou o vestuário. Desde o início, as meninas a tomaram como modelo, penteando, maquiando e se vestindo como ela, a fim de ficar parecidas", justificou.

Segundo Pani, depois de 1978, ano em que Mina saiu da cena pública, sua imagem passou a ser somente as capas de seus projetos musicais, como discos e álbuns. Gisele, na capa fotografada pela dupla Luigi e Iango, aparece irreconhecível, em uma semelhança impressionante com a cantora. Já Mariacarla Boscano foi fotografada por Daio Catellani nas ruas de Cremona, cidade de Mia. E Carla Bruni, ex-primeira-dama da França e cantora, foi imortalizada por Giampaolo Sgura.

Luigi e Iango também revisitaram imagens históricas da artista italiana e as refizeram com as top models Guinevere van Seenus, Karen Elson e Remington Williams. Além daquelas com Gisele, Bruni e Maria Carla, a quarta capa traz uma imagem inédita de Mina feita por Mauro Balletti, que a partir de 1972 foi seu retratista exclusivo e assinou todas as capas de seus discos (ANSA).

França e Bélgica dividem ponta do ranking da Fifa

Pela primeira vez na história com duas seleções empatadas na liderança, a Fifa divulgou ontem (20) a tabela atualizada de seu ranking. França e Bélgica dividem a ponta, enquanto a Itália subiu uma posição, saindo da 21ª para a 20ª colocação. A atual campeã mundial e a terceira colocada na Copa estão com 1.729 pontos cada uma, à frente de Brasil (1.663), Croácia (1.634) e Uruguai (1.632), que completam o top 5.

A única mudança nas 10 primeiras posições foi a Dinamarca, que perdeu um ponto e caiu de nono para 10º lugar. Na última atualização, os dinamarqueses estavam empatados com a Espanha, que manteve a nona posição. Já a seleção italiana melhorou sua colocação, mesmo estando há quatro jogos sem vitória. A "Azzurra" saiu de 21º para 20º lugar, superando o Peru.

Vale destacar também a ascensão da Alemanha, que, após construir bons resultados na Liga das Nações, subiu três posições e agora ocupa a 12ª, com 1.568 pontos, empatada com o Chile. A seleção que mais ganhou posições foi a Ucrânia, impulsionada pelas vitórias conquistadas na Liga das Nações. Os ucranianos subiram seis colocações e estão em 29º lugar. Já o principal destaque negativo é Gana, que caiu seis posições e está na 51ª.

Confira o "top 10" do ranking: 1º França - 1.729 pontos; 1º Bélgica - 1.729; 3º Brasil - 1.663; 4º Croácia - 1.634; 5º Uruguai - 1.632; 6º Inglaterra - 1.612; 7º Portugal - 1.606; 8º Suíça - 1.598; 9º Espanha - 1.597; e 10º Dinamarca - 1.581 (ANSA).

Justiça condena skinheads que atacaram judeus em Porto Alegre

Justica temproario

Julgamento de skinheads em Porto Alegre. Foto: Divulgação/TJRS

Agência Brasil

Depois de dois dias de julgamento, a juíza Cristiane Busatto Zardo, do TJ-RS, condenou à reclusão os três homens acusados de atacar três jovens judeus, em Porto Alegre. Laureano Vieira Toscani e Thiago Araújo da Silva foram condenados a 13 anos de prisão em regime inicialmente fechado, Fábio Roberto Sturm a 12 anos e oito meses de reclusão.Thiago e Fábio, de acordo com a magistrada, poderão recorrer em liberdade. O crime ocorreu em 8 de maio de 2005.

Os três réus foram julgados por tentativa de homicídio triplamente qualificado. Para o MP, os agressores pertencem a uma organização criminosa denominada Carecas do Brasil, uma facção de skinheads, que divulga ideologia preconceituosa contra grupos raciais e sociais, incluindo judeus, negros, homossexuais e punks. Rodrigo Fontella Matheus, Edson Nieves Santanna Júnior e Alan Floyd Gipsztejn caminhavam pela esquina das ruas Lima e Silva e República, quando foram atacados por um grupo de skinheads, de ideologia neonazista.

As vítimas usavam quipás (chapéu, em forma de circunferência, usado pelos judeus). Os agressores, que estavam em um bar, viram os jovens judeus e partiram para o ataque. Rodrigo foi golpeado com arma branca, socos e pontapés, mas em meio às agressões foi socorrido por pessoas que passavam no local. Edson também foi atacado pelo grupo com golpes de arma branca, mas conseguiu escapar e buscar abrigo dentro de um bar. Por último, Alan foi agredido, mas também conseguiu se esconder em um bar.

Papa condena ações de medo e contra imigrantes

Agência Brasil

O papa Francisco apelou ontem (20) para que as pessoas evitem sentimentos negativos, como desconfiança, medo e desprezo em relação aos imigrantes. O pedido foi feito durante audiência com integrantes da Conferência Mundial sobre Xenofobia, Racismo e Nacionalismo Populista no Contexto da Migração Global. Segundo ele, os que exploram os estrangeiros "devem fazer um profundo exame de consciência" porque terão de prestar contas a Deus.

Na audiência, o papa mencionou os ensinamentos do Novo Testamento, que destaca que todos os homens são iguais independentemente de sua etnia e credo religioso. “[Aquele que mantém] sentimentos de desconfiança, medo, desprezo e até ódio contra indivíduos ou grupos considerados diferentes por causa de sua etnia, origem e religião, como tal, não é digno o suficiente para participar plenamente na sociedade.”

O papa ressaltou que esses sentimentos são inspirados pela intolerância, afetando a dignidade das pessoas envolvidas e seus direitos fundamentais. “Infelizmente acontece também na política quando cede à tentação de explorar os medos e as dificuldades de alguns grupos e usar as promessas ilusórias a interesses eleitorais míopes.”

Francisco lembrou que todos estão vinculados ao Criador e que Deus criou o homem à “imagem e semelhança” Dele. Citando as Cartas de São Paulo, o papa defendeu o respeito à dignidade como “unidade fundamental” entre os seres humanos. "Não há judeu ou grego; não há escravo ou livre; não há homem nem mulher, porque todos [somos] um em Cristo Jesus", disse o pontífice, citando o Novo Testamento.

Facebook monta 'sala de guerra' para combater 'fake news'

O Facebook montará uma força-tarefa para combater a desinformação e as notícias falsas veiculadas através da plataforma.
A decisão foi tomada em vista das eleições no Brasil, em outubro, nos Estados Unidos, em novembro, e dos pleitos previstos para o primeiro semestre de 2019 na Europa.

As informações são do jornal norte-americano "The New York Times", que afirma que está sendo montada uma "sala de guerra" na sede da rede social em Menlo Park, na Califórnia. O local hospedará uma força-tarefa de 20 pessoas para monitorar o Facebook 24 horas por dia. Serão 16 estações com computadores e monitores televisivos sintonizados nos principais veículos de comunicação, como CNN, Fox, CNBC, etc.

O objetivo da equipe será excluir as contas falsas e identificar aquelas que buscam influenciar os eleitores com notícias inventadas. Depois que agentes russos foram pegos manipulando o algoritmo da plataforma para interferir nas eleições norte-americanas, o Facebook tem se empenhado em uma campanha de combate às "fake news" (ANSA).

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171