Renato russo - o musical

Em cena, belíssimas canções e histórias curiosas sobre a vida e a obra de um dos grandes poetas do rock nacional, Renato Russo (1960-1996)

Reprodução

No palco, a banda toca ao vivo Para deixar o espetáculo ainda com mais cara de show. A Arte Profana é formada por teclado, guitarra, baixo, bateria e ilustra a peça com 22 canções. O texto conta a história de Renato Russo desde a juventude punk em Brasília, quando fundou a banda Aborto Elétrico e ficou por dois anos, em uma cadeira de rodas, até o sucesso da Legião Urbana. O quebra-quebra num show em Brasília e os problemas com drogas estão na encenação. Depoimentos, reportagens, entrevistas, livros e imagens de shows serviram de base para a concepção da obra biográfica, que há 11 anos estreou no centro do Rio.

Serviço: Theatro NET São Paulo (Shopping Vila Olímpia), R. Olimpíadas, 360, 5º andar, Itaim Bibi, tel. 3448-5061. Sextas, e sábados às 21h e aos domingos às 17h30. Ingresso: R$ 120. Até 26/01.

REFLEXÃO

Renascimento
Há uma resolução surgindo para uma dificuldade, assim, não se esqueça de prestar atenção aos sinais que os seus anjos colocaram para ajudá-lo. Isto irá parecer como se um tremendo peso fosse tirado dos seus ombros e é o momento para que isto aconteça. Você carregou este fardo por muito tempo e agora é o momento de fazer planos. Espere alguma expansão em seus sentidos, em suas habilidades psíquicas ou epifanias espirituais, pois estes são respostas as suas preces. Tenha paciência e o mais importante, não se preocupe! Você tem muito a celebrar, e os profundos sentimentos de paz e de contentamento nada mais são do que uma mudança na mentalidade. Permita uma vida pessoal alegre, permita o amor e se permita apenas ser enquanto os seus planos se revelam. Você sabe o que fazer, você sabe o que é certo e quando se trata dos seus planos, você saberá quando agir. Assim, relaxe e aproveite os passos ao longo do caminho. O Mantra para hoje é: “Estou permitindo que as coisas se revelem e a nova energia do renascimento surja através de todos os aspectos de minha vida.”
E assim é.
Você é muito amado e apoiado, sempre, os anjos
Sharon Taphorn.

“Cinderella”

Cena de “Cinderella”

Uma renomada autora de novelas está esfuziante com o sucesso do primeiro folhetim a ter um triângulo amoroso formado por mulheres na peça “L-O Musical”. Ela divide esse cotidiano profissional e afetivo com amigas. A chegada de notícias inesperadas muda o destino de todas. Com repertório que passeia pelo universo de canções femininas da MPB, a narrativa segue tecendo relações de afetos entre seis mulheres. Com Elisa Lucinda, Ellen Oléria, Renata Celidônio, Gabriela Correa, Tainá Baldez e Luiza Guimarães.

Serviço: Centro Cultural Banco do Brasil, R. Álvares Penteado, 112, Centro, tel. 3113-3651. Sextas, sábados e segundas às 20h e aos domingos às 19h. Ingresso: R$ 20. Até 26/02.

DANÇA

A proposta central do espetáculo “Nimba” é prestar uma homenagem ao espírito feminino existente em todos osseres. Acreditamos que independente do gênero, toda pessoa traz em si energias masculinas e femininas, que tem a potencialidade de gerar, criar, acolher, nutrir, impulsionar, estimular e transmutar.

Serviço: Sesc Osasco, Av. Sport Club Corinthians Paulista, 1300, Jardim das Flores, tel. 3184-0900. Domingo (14) às 16h30. Entrada franca.


Azul bahia

Divulgação

No próximo dia 11 de janeiro, quinta, acontece o lançamento do disco “Azul Bahia” de Talita Avelino. Neste segundo álbum totalmente autoral a mistura entre ritmos afro-baianos, elementos da MPB e batidas universais norteiam a construção de um repertório que transita entre uma atmosfera romântica e uma sonoridade essencialmente dançante, servindo de convite irresistível ao trabalho dessa artista. Com fortes influências da música popular brasileira e da música africana, “Azul Bahia” conta com 11 faixas e participações como As Ganhadeiras de Itapuã (grupo baiano vencedor do Prêmio da Música Brasileira em 2015 na categoria “Melhor Álbum Regional”) e Larissa Luz (cantora baiana indicada ao Prêmio da Música Brasileira em 2017 na categoria “Melhor Cantora”). Nesse seu segundo disco, Talita busca a construção de um trabalho mais urbano e traz timbres mais contemporâneos através de uma formação constituída por baixo, bateria, guitarra, trompete, trombone e percussão. A presença de um time de músicos bem requisitados revela a concepção de um álbum bem cuidado e que demorou dois anos para ser construído, entre as primeiras ideias e a sua finalização.

Serviço: Centro Cultural São Paulo, R. Vergueiro, 1000, tel. 3397-4002. Quinta (11) às 21h. Ingressos: R4 20 e R$ 10 (meia).