““Espírito de Tudo”

A cantora Maria Alcina leva seu humor e alegria para o Carnaval com o show “Espírito de Tudo”.

Maria Alcina

O repertório é composto por composições de Caetano Veloso. Alcina estará acompanhada por Gustavo Souza (bateria), Ricardo Prado (baixo) e Rovilson Pascoal (guitarras). Assim que foi revelada no Festival Internacional da Canção com a emblemática Fio Maravilha, em 1972, Maria Alcina foi contratada para gravar seu primeiro disco e uma das músicas escolhidas foi Mamãe Coragem, de Caetano Veloso e Torquato Neto. Desde então o compositor baiano passou a fazer parte do repertório da cantora que em 2017 gravou o CD Espírito de Tudo, no qual revisita todas as fases da carreira do compositor. Todas as décadas de Caetano estão presentes nas músicas que integram o álbum. Três delas, A Cor Amarela (2009), Rock’n’Raul (2000) e Rocks (2006), até então tinham sido gravadas somente pelo compositor. O repertório inclui, ainda, A Voz do Morto (1968), Fora da Ordem (1991),Língua (1984), O Estrangeiro (1989), Os Mais Doces Bárbaros (1976) e Tropicália (1968).

Serviço: Teatro Porto Seguro, Al. Barão de Piracicaba, 740, Campos Elíseos, tel. 3226-7300. Terça (13) às 21h. Ingressos: R$ 50 e R$ 30.

REFLEXÃO

Uma atitude muda tudo
Neste dia de sua vida, querido(a) amigo(a), acredito que Deus quer que você saiba…Que a Sua Contribuição para o Dia de Hoje...pode definir o palco de um tipo inteiramente diferente de ano. Engraçado como as coisas funcionam. Às vezes, a menor escolha, aquela que você pode fazer dentro dessas 24 horas, pode colocar em movimento as energias trazendo-lhe enorme bem e alegria. Assista ao dia, então, e observe como você se move através dele. Você pode não saber quando você está definindo as energias em movimento. Mas você sempre está. Com tudo, na verdade, com o que você pensa, diz e faz.
Amor, Seu Amigo.
Neale Donald Walsch

Mafalda Mafalda

Andréa Macera como Mafalda Mafalda.

Com um roteiro surpreendente, a trama conta a história de Mafalda Mafalda (sim, o nome é duplo mesmo), uma artista de cabaré banida pelo seu público após uma apresentação malsucedida e que agora tenta reconquistar a plateia e se explicar sobre o que realmente aconteceu. Interpretado pela atriz e palhaça Andréa Macera a peça “Sobre Tomates, Tamancos e Tesouras” conta que, a protagonista se transforma na ré, no inspetor de polícia, com muitos enigmas a serem desvendados pelo público. O espectador, considerado “o público do lado de cá”, logo descobre que algo mais de grave se passou na fatídica apresentação. Algo que envolve o uso de uma tesoura, de tomates e de um pesadíssimo tamanco do Dr. Scholl, que acaba por se constituir em um assombroso caso de polícia. Sobre “Tomates, Tamancos e Tesouras” também oferece um olhar feminino sobre um universo que costuma ser atribuído aos homens: o sombrio mundo do crime, das armas, do cigarro, da bebida e dos inspetores de polícia. Toda essa trama conta com o toque divertido do circo, do palhaço, neste caso, de uma palhaça nada convencional.

Serviço: Teatro Municipal da Lapa Cacilda Becker, R. Tito, 295, tel. 3864-4513. Sextas e sábados às 21h e aos domingos às 19h. Ingressos: R$ 20. Até 04/03.

Nota - musical

Aficionado por quadrinhos desde criança, Emicida coloca nas ruas uma música inédita, em homenagem a um de seus heróis da Marvel preferido: Pantera Negra. O clipe tem direção de Fred Ouro Preto, que também esteve à frente do vídeo de “Triunfo” e do DVD “10 Anos de Triunfo”, gravado no ano passado com lançamento previsto para este semestre. O vídeo foi filmado num galpão em São Paulo durante uma madrugada e também conta com ilustrações e animações da produtora Fat Dog Animations. Para ouvir, acesse: (https://onerpm.lnk.to/Emicida).



Instalações

Em que medida a arquitetura pode ser entendida como moldura de uma sociedade? Quais os papéis desempenhados pela disciplina num contexto de urbanização? Como ela se curva a eventuais pressões políticas,a ideológicas ou mesmo sociais? Essas são algumas das indagações que cercam e estruturam a obra de Carlos Garaicoa na exposição Carlos Garaicoa: ser urbano. A mostra reúne 8 trabalhos do artista. Entre instalações, vídeos, fotografias, maquetes e desenhos, as obras apresentam a viagem criativa do autor, para quem a cidade tem papel fundamental. O artista constroi uma poética, que coloca em contraste questões sociais, econômicas e políticas que impactam diretamente na formação das subjetividades e dos conhecimentos do mundo contemporâneo.

Serviço: Espaço Cultural Porto Seguro, Al. Barão de Piracicaba, 610, Campos Elíseos, tel. 3226-7361. De terça a sábados das 10h às 19h e aos domingos e feriados das 10h às 17h. Entrada franca. Até 06/05.

Entrada franca

“Quarto 19”, peça inspirada no conto homônimo da escritora britânica Doris Lessing fala sobre a liberdade das mulheres na sociedade patriarcal. Com Amanda Lyra. E, a peça “Laboratório sexual (que comece o jogo)” mostra o cotidiano de uma companhia de teatro, apresentando os bastidores dos ensaios diários e de um estudo cênico para uma peça sobre sexo. Com Lu Monteiro, Giovana Adolpho, Rafael Brandão, Marcos Paulo Moreira, Thiago Azanha e Matheus Spadari. Todas as peças são gratuitas e possuem 30 lugares por sessão. É necessário retirar o ingresso com uma hora de antecedência.

Serviço: Oficina Cultural Oswald de Andrade, R. Três Rios, 363, Bom Retiro, tel. 3221-4704. Quarto 19: Sextas às 20h e aos sábados às 18h. Laboratório Sexual: De segunda a quarta às 20h. Entrada franca. Até 31/03.