“Elizabeth Tudo Pode”

Uma biblioteca mágica, em que os personagens dos livros ganham vida por meio de manipulação de bonecos e de uma cenografia interativa que contam a história de uma princesa tão real que virou rainha: Elizabeth I

Cena da peça “Elizabeth Tudo Pode”.

Em síntese, esta é proposta do espetáculo infantil “Elizabeth Tudo Pode”, peça escrita pela dupla Juliana Zancanaro e Luciana Martuchelli. Nesta verdadeira “aventura literária”, atores, bonecos e um cenário cheio de surpresas contam a vida e os feitos da Rainha Elizabeth I. Resultado de uma pesquisa teatral e histórica que mistura fatos reais à ficção, “Elizabeth Tudo Pode” leva ao público livros que falam e personagens que escapam de suas fábulas. No enredo, Juliana Zancanaro interpreta a bibliotecária Alexandria, que começa a narrar a história de Elizabeth I quando encontra um livro sobre a rainha. A partir daí vão surgindo outros personagens como o Patinho Feio, William Shakespeare e a Rainha de Copas, que “saem” de seus livros e ajudam a contar a história. Na biblioteca vivem também o cão bombeiro Firefox e D. Cesárea, uma milenar traça gourmet que só devora bons livros.

Serviço: Teatro Sérgio Cardoso, R. Rui Barbosa, 153, Bela Vista tel. 3288-0136. Sábado (17) e domingo (18) às 16h. Ingressos: R$ 20 e R$ 10 (meia).

REFLEXÃO

Simplifique o processo
Deixe de analisar demais as coisas. É importante refletir, pensar nas possibilidades e nas possíveis armadilhas, mas que elas não sejam a força dominante. Permaneça no momento presente e confie que algo maior está se revelando e é o seu trabalho ficar alerta e agir de acordo com o que o inspira. A ansiedade acontece quando você acha que precisa descobrir tudo de uma só vez, ou que tudo precisa se manifestar agora, e quando isto não acontece, você começa a questionar as coisas, o que está errado e é aí que reside o seu enigma. Permita que as coisas se revelem e espere que as coisas fiquem melhores e mais claras. Você conseguiu isto! Apenas assuma as coisas dia a dia, passo a passo e confie no poder do Universo para ajudá-lo a fazer as coisas acontecerem. O Pensamento para hoje é: “Eu consegui isto! Belas coisas estão acontecendo ao meu redor.” E assim é. Você é muito amado e apoiado, sempre.
Os Anjos e Guias - Sharon Taphorn.

“O Compositor Delirante”

Cena da peça “O Compositor Delirante”, solo escrito e interpretado por Daniel Kronenberg.

A peça “O Compositor Delirante”, solo escrito e interpretado por Daniel Kronenberg, foi prorrogada até 28 de março. O espetáculo é inspirado na vida e obra do compositor austríaco Ludwig van Beethoven. Numa tentativa enlouquecida de organizar sua trajetória, a personagem Beethoven trava discussões políticas, filosóficas e de ordem artística com Mozart, Haydn, Goethe e com o próprio pai, além de outras pessoas imaginárias. A surdez, a loucura e a necessidade de quebra de paradigmas são as tônicas do espetáculo, costurado pela música do compositor, que permeia toda a encenação, dando cadência e ritmo às argumentações da personagem. O espetáculo privilegia o discurso que funde a manifestação artística autoral com a possibilidade de rever condutas e experiências revolucionárias na mudança do pensamento ocidental - o romantismo. O Compositor Delirante mostra que o caráter revolucionário e transgressor do artista permeia um universo onde o romantismo predomina à lógica, a razão perde terreno para a intuição. A encenação é carregada de elementos românticos, seja na figura de Beethoven, com sua insurgência contra as doutrinas retóricas e tradicionais, seja no tom do discurso que adota com suas amantes, seja no argumento revolucionário com que defende o espírito criador do artista, uma lida pacífica com seus próprios demônios.

Serviço: Espaço Parlapatões, Praça Franklin Roosevelt 158, Centro. Quartas às 21h. Ingressos: R$ 40 e R$ 20 (meia). Até 28/03.

Nota

Esqueceu de se inscrever para o #Chamamento de Artistas 2018? Fica tranquilo, o prazo para você cadastrar o seu trabalho para que ele tenha a chance de participar de projetos, programas e equipamentos do Governo do Estado de São Paulocomo a ViradaSP, Festival Paulista de Circo, Teatro Sérgio Cardoso e tantos outros foi extendido até o dia 15/02/2018. (www.omelhordaculturasp.com).

Encontro

Bárbara e Chico César.

O músico Chico César se encontra com a atriz Bárbara Santos, e juntos apresentam o espetáculo lírico musical Camaradas, Fantasia para dueto, camerata, camarim, atentado e passeata. O encontro dos dois artistas é uma possibilidade especial de formação, onde Bárbara interage com as ações, desejos e pensamentos versados por Chico no livro Versos Pornográficos, indicado ao Prêmio Jabuti (2017), por meio de performances, e o músico toca composições de sua autoria que dialogam mais diretamente com o amor erótico. A primeira produção do casal dividindo um mesmo palco foi inspirada numa vivência anterior de ambos, com o espetáculo Ofício Cio Sina, em que contracenavam com parte do elenco do Teatro Oficina.

Serviço: Sesc Belenzinho, R. Padre Adelino, 1000, Belenzinho, tel. 2076-9700. Sexta (9) e sábado (10) às 21h e domingo (11), às 18h. Ingressos: R$ 20 e R$ 10 (meia).

Comédia

Um grande mistério chega aos teatros neste verão. A nova comédia “Coisas Estranhas Acontecem Nesta Casa” conta a história de 5 personagens excêntricos, presos por uma tempestade, e muitos segredos dentro de uma mansão mal assombrada. “Coisas Estranhas Acontecem Nesta Casa” celebra a diversidade dentro de um contexto absurdo. A peça fala sobre a família que podemos escolher, sobre os monstros que temos que matar para sobreviver, e sobre os problemas que devemos enterrar no nosso jardim. Com Pablo Diego Garcia, Pedro Bosnich, Bruno Sperança, Deo Patricio, Daniel Aguia e Almir Martins.

Serviço: Teatro Augusta, R. Augusta, 943, Cerqueira César, tel. 3151-4141. Sábados Às 22h e aos domingos às 20h. Ingresso: R$ 50. Até 04/03.