Rindo da morte

Ator e comediante, Pedro Casali estreia, no próximo dia 16, “Solo Ideal: Arenoso”

Pedro Casali

Neste solo de comédia apresenta um espetáculo em homenagem ao seu falecido pai. Com um jeito peculiar de observar a vida, o ator coloca com bom humor suas experiências pessoais no palco. A ideia do texto surgiu depois da morte do seu pai em 2006, Casali começou a escrever piadas sobre o delicado assunto, com a intenção de amenizar a dor. Com o passar do tempo foi aprimorando e criando um roteiro, enquanto se dedicava ao stand-up com temas mais comuns. “Num show de stand-up, você tem em média 15 minutos no palco, dessa forma é mais difícil falar de temas tão sensíveis. Já no solo, é possível abordar essa narrativa dramática e a condução é mais natural”, explica.
Filho de uma brasileira com um argentino, criado em Ilhabela no litoral paulista, conta que sofria bullyng na infância. O pai sempre foi seu incentivador e buscava no humor uma forma de encarar os momentos mais difíceis.

Serviço: Pequeno Ato, R. Doutor Teodoro Baima, 78, Vila Buarque, tel. 99642-8350. Sextas às 21h. Ingresso: R$ 40. Até 27/04.

REFLEXÃO

Abundância
Viva de forma abundante. Como é quando você vive a sua vida com uma idéia de ter sempre o suficiente de tudo o que é importante para você? A Abundância não se trata estritamente de riqueza material. Trata-se de viver a sua vida com o conhecimento de que há o suficiente para todos e de viver uma vida feliz e satisfatória. Em essência, viver com abundância é viver bem e prosperar. Hoje, torne-se íntimo com o momento presente e se concentre no que é bom em sua vida. Mantenha um diário de gratidão e saiba que este fluxo de energia abundante está sempre aberto e disponível. Escolha mergulhar os dedos dos seus pés, ou mergulhe totalmente, e espere que as coisas saiam ainda melhores do que o planejado. O Pensamento para hoje é: “Adoro este incrível fluxo de abundância infinita a que estou ligado.” E assim é. Você é muito amado e apoiado, sempre. - Os Anjos e Guias - Sharon Taphorn.

Lançamento

Julia Pittier e Daniel Ayres.

O Duo Badulaque, formado por Julia Pittier e Daniel Ayres, lança o CD O Dinossauro E O Dragão acompanhado pelo percussionista Bruno Prado, que produziu o disco. Com canções inéditas e sucessos de carreira, o álbum e o show embalam diversas gerações com uma sonoridade inventiva, linguagem lúdica, percussão corporal e utilização de instrumentos e objetos inusitados. A proposta do Badulaque é criativa e experimental e, neste projeto, eles se reinventam com novas bugigangas eletrônicas que fazem as batidas no corpo e nos badulaques virarem sons superpotentes. A cada apresentação desta temporada, a dupla, que também integra a banda Palavra Cantada e o grupo Batuntã, recebe um músico convidado e, juntos, apresentam às crianças as técnicas de cada instrumento musical. No dia 17, o show contará com André Hosói no bandolim e guitarra. No dia 24, Gabriel Levy toca acordeon, dia 31 Ana Friedman toca piano e em 07/04, último show da temporada, Anderson Quevedo integra a banda com instrumentos de sopros.

Serviço: Sesc 24 de Maio, Centro. Sábados das 12h às 13h. Ingresso: R$ 17. Até 7/04.

Infantil

O espetáculo, com atores e bonecos, tem como cenário um livro grande e colorido. Um contador de histórias (Brincante) abre o livro e, dele, surgem uma fada, uma bruxa e músicos tocando e cantando um desafio. Os personagens se apresentam e convidam o público para assistir às histórias do livro, recolhidas por todo o Brasil, e também para aprender brincadeiras e jogos de diversas regiões do país. As histórias falam de fadas, bruxas, rei, príncipe disfarçado de mendigo e do universo infantil. O Brincante é constantemente interrompido pela bruxa, que o proíbe de contar histórias com final feliz, em que ela sempre leva a pior. É armada, assim, uma grande confusão. Com Aládia Cintra, Elizabeth Cavalcante e Geraldo Fernandes | Músicos: Joilson Santos (Violão, Flauta, Teclado) e Darcy Marolla (Percussão).

Teatro de Arena Eugênio Kusnet, R. Dr. Teodoro Baima, 94, Vila Buarque. Sábados e domingos às 16h. Ingressos: 20 e R$ 10 (meia). Até 01/04.


Leitura

Reinaldo Montero

O Teatro Kaus Cia Experimental realiza a leitura da peça “Fausto”, texto do dramaturgo cubano Reinaldo Montero. Fausto é o protagonista de uma popular lenda alemã que fala de um pacto com o demônio. Na obra literária, Fausto, para superar os conhecimentos de sua época, evoca espíritos e, por fim, Mefistófeles, que estará a seu serviço, em troca da sua alma. A peça do dramaturgo cubano Reinaldo Montero, com tradução do saudoso crítico e pesquisador Sebastião Milaré, transporta o mito deste homem que vende sua alma ao Diabo para Cuba. Com Alessandro Hernandez, Amália Pereira, Angelo Coimbra, Evandro Netto e Vera Monteiro.

Serviço: Oficina Cultural Oswald de Andrade, R. Três Rios, 363, Bom Retiro, tel. 3221-4704. Quarta (14) às 20h. Entrada franca.

Nota-cine

Primavera, um filme feito ao longo de mais de 20 anos, finalmente vai estrear. A exibição aconteceu em Lisboa, no dia 3 de março, no FESTin - Festival Itinerante da Língua Portuguesa, o mais importante de Portugal. A história conta a saga de uma família de origem portuguesa e traz elenco estelar de mais de 40 atores em trajes de época. O filme acabou adquirindo importância histórica, sendo o último trabalho de Ruth Escobar, falecida em outubro de 2017, e de Emílio di Biasi que teve aposentadoria precoce. Entre os demais atores estão Ana Paula Arósio (único trabalho ainda inédito da atriz), Ruth de Souza (ainda na ativa aos 94 anos), Marília Gabriela, Werner Schunneman, Débora Duboc, Carlos Casagrande, Jairo Mattos e Nelson Baskerville, entre outros importantes nomes da cena paulistana e carioca. A estreia marca a volta do multipremiado cineasta Carlos Porto de Andrade Júnior . Outro atrativo é a música original, composta por Eduardo Queiroz, também autor da trilha sonora, além da interpretação da cantora portuguesa Eugenia Melo e Castro na canção de encerramento. A montagem, de Emerson Brandt, utiliza também imagens de arquivo, em diversos formatos o que, curiosamente, fez com que os organizadores do FESTin escalassem “Primavera” para concorrer entre os documentários. (www.primaveraofilme.com).