Contato: (11) 3043-4171

“[H3O]mens”

O espetáculo de dança “[H3O]mens”, da Cia 4 Pra Nada propõe uma investigação do homem e do corpo masculino a partir do encontro de três bailarinos em cena

Foto: Instante Imagens

homens temproario

Com direção de Carlos Canhameiro e iluminação de Daniel Gonzalez, o espetáculo tem no elenco os bailarinos e atores André D.O., Rafael Bougleux e Rafael Ravi, que executam coreografias de Morena Nascimento (bailarina que já integrou a Wuppertal Tanztheater, da coreógrafa Pina Bausch), Andreia Yonashiro e Maristela Estrela.Com 90 minutos de duração, [H3O]mens investiga o corpo como suporte de qualquer discurso e enfoca a integração das artes cênicas: música, dança, teatro e performance. Cada bailarino interpreta uma coreografia elaborada de forma individual pelas três coreógrafas mulheres, a partir da reflexão “o que sou quando um homem está sobre mim” e “o que sinto quando vejo um homem”. A concepção cênica estabelece um diálogo com a arte contemporânea brasileira por meio do encontro de artistas com carreira consolidada e jovens artistas em destaque. De acordo com a Cia 4 Pra Nada, o objetivo desse processo criativo é acrescentar camadas de movimentos a questões como as transformações aceleradas que vêm sofrendo os papeis masculino e feminino e a busca pelo nexo de gênero, acreditando na cinestesia como diálogo e “deixando os homens dançarem os corpos das coreógrafas”.

Serviço: Sesc Ipiranga, R. Bom Pastor, 822, tel. 3340-2000. Sexta (28) e sábado (29) às 21h e domingo (30) às 18h. Ingressos: R$ 20 e R$ 10 (meia).

REFLEXÃO

Oração
Neste dia da sua vida querido amigo(a), acredito que Deus quer que voce saiba,… Que quando você ora por pessoas, tende a modificar sua atitude com relação a elas. Norman Vincent Peale disse isso, e ele tocou em algo verdadeiramente profundo. Se pessoas estão irritando você neste momento, diga uma prece para elas. Envie a elas suas melhores energias.Nada modifica tanto o meio-ambiente como alguém decidir amar outra pessoa, independentemente de qualquer coisa.
Amor, seu amigo,
Neale Donald Walsch

Homenagem

Foto: Karla Pessoa

Homenagem temproario

Thiago Amud apresenta show de lançamento de seu terceiro CD, O Cinema que o Sol Não Apaga. A apresentação tem participação da cantora e compositora Simone Guimarães e do violonista Nelson Ângelo.O artista sobe ao palco em formato solo (violão e voz) para apresentar baiões, toadas, frevos e outros gêneros, revelando-se um compositor vanguardista que sempre valorizou a tradição musical popular brasileira. O repertório é calcado no novo disco, mas traz ainda algumas músicas dos discos anteriores e da convidada Simone Guimarães.O novo trabalho aborda diversas questões e temáticas que vêm permeando sua obra, há mais de uma década. Crítica, sarcasmo e desilusão coexistem com bom humor, esperança e comunhão na obra. Sons e silêncios conduzem o ouvinte por um vasto temário: política e amor, misticismo e mass media, identidade nacional e mundo onírico. Gravado entre novembro de 2017 e abril de 2018, o álbum reuniu 73 músicos com produção musical de Ivo Senra, e traz ainda Sylvio Fraga como produtor associado e Paulo Almeida como produtor executivo. O CD é dedicado ao instrumentista Nelson Angelo.

Serviço: Sesc Belenzinho, R. Padre Adelino, 1000, tel. 2076-9700. Domingo (30) às 18h. Ingressos: R$ 20 e R$ 10 (meia).

Da montanha

Pela terceira vez na capital paulista o cantor e compositor Bernardo do Espinhaço apresenta o seu mais recente trabalho “Tardhi”. O trabalho é o terceiro disco de Bernardo e faz parte de uma trilogia que o caracteriza como autoridade da “Música Popular da Montanha”. Pelo termo, entenda que você não ouvirá um som de efeitos da natureza. Mas como influenciado pelo Clube da Esquina, MPB e indie rock, Bernardo traz da sua vivência como montanhista inspiração para a música. Nesse novo projeto, Bernardo do Espinhaço toca violão, acordeon, piano, flauta e ainda enriquece as canções com um ekelele. Tardhi, embora seja um disco mais pop, tem o mesmo apuro em arranjos e composições caraterísticos do artista. Em seu show, Bernardo passará por todos os seus trabalhos, trazendo suas canções de maior sucesso e as novas para seu público conferir. Fará parte do setlist músicas como “#Boralá”, “A Trilheira”, “Pajé” e “Que é pra Você Saber”.

Serviço: Teatro Brincante, R. Purpurina, 412. Sábado (29) às 21h30. Ingresso: R$ 30.

Lançamento

A banda Mundo Livre S/A apresenta o novo trabalho, “A Dança dos Não Famosos”. Após um hiato de sete anos sem lançar um disco de inéditas, a banda pernambucana mostra o som do novo álbum mais agressivo e experimental, mas sem abrir mão da veia dançante. A temática explora desde existencialismo, mitos religiosos e degradação ética, até tirania corporativa e geografia humana, tudo com abordagem Pós-Punk. A Dança dos Não Famosos foi produzida pela própria banda formada atualmente por Fred Zero Quatro (voz e guitarra), Xef Tony (bateria), Leo D. (teclados, sintetizadores e programação), Pedro Santana (percussão) e P3dr0 Diniz (baixo). O trabalho traz como diferencial algumas sonoridades inéditas na linguagem da banda, como escaleta, violoncelo, piano e alfaia. O lançamento nas plataformas digitais aconteceu no primeiro semestre, ficando a distribuição física da primeira tiragem a cargo da gravadora (Monstro).

Serviço: Sesc Parque Dom Pedro II, Pça São Vito, s/n, Brás, tel. 3111-7400. Sábado (29) às 18h. Entrada franca.

Circo

O público terá a oportunidade de ver, pela primeira vez, um dos mais tradicionais grupos circenses da Europa. Trata-se do Circo Democrático da Bélgica (Cirque Democratique De La Belgique) que faz única apresentação em São Paulo no próximo dia 28. Na montagem, encenada no Corredor do Centro Cultural Olido com entrada gratuita, os espectadores têm o direito e o dever de votar para decidir a forma e o conteúdo do que assistem. À primeira vista, é um cabaré, onde tudo parece possível: um ato de malabarismo com pratos de porcelana, um número de sapateado em botas de esqui ou um salto de 4m de altura em uma piscina de 30 cm de profundidade. O espetáculo foi criado pelos artistas belgas Sander De Cuyper, Gab Bondewel e Bram Dobbelaere, com o objetivo de ser uma montagem tipicamente da Bélgica, ou seja, democrática, com a participação direta do público.

Serviço: Centro Cultural Olido, Av. São João, 473, Centro. Sexta (28) às 14h. Entrada franca.


Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171