Contato: (11) 3043-4171

“Alice, retrato de mulher que cozinha ao fundo”

“Alice, retrato de mulher que cozinha ao fundo” põe em cena Nicole Cordery representando Alice B. Toklas (1877-1967), autora do livro de receitas “The Alice B. Toklas Cookbook” e companheira da poeta e escritora norte-americana Gertrude Stein (1874-1946) autora de sua Autobiografia que se tornou uma inovação literária

Foto: João Caldas

alice temporsairo

A peça discute as fronteiras entre realidade e ficção, as histórias e suas dissonantes interpretações. Nela, Alice passeia por diferentes tempos e espaços, numa espécie de mosaico. Escolher a personagem real e ao mesmo tempo ficcionalizar Alice B. Toklas potencializa múltiplas miradas sobre a relação de amor entre essas duas mulheres e sobre como influenciaram e foram influenciadas pela e fervescente Paris dos anos 20 e 30, conhecido como “idade heróica” do cubismo, a casa da escritora Gertrude Stein e sua companheira Alice B. Toklas florescia como endereço de encontro e de debate entre pintores, escritores e críticos. A cada sábado, eles eram recebidos com a mesa posta, em uma época em que a comida era escassa. Bastava ao recém-chegado responder uma espécie de pergunta ritual: “Quem te enviou”? Para ter acesso a casa, suas conversas e as longas tardes que se desenrolavam no ateliê anexo. Nas paredes quadros de Gauguin, Braque, Matisse, Greco, Vallotton, Cézanne, como na época a maior parte deles não valia grande coisa, a porta do ateliê se abria com uma grande chave única, enquanto Alice fazia peixes, ovos e jardins. Com Nicole Cordery.

Serviço: Sesc São Caetano, R. Piauí, 554, Santa Paula. Quarta (5) às 20h. Entrada franca.

REFLEXÃO

Resolva o problema mudando sua energia
Neste dia de sua vida, querido(a) amigo(a), acredito que Deus quer que você saiba...... QUE NÃO PODE ESPERAR QUE UM PROBLEMA SE RESOLVA...Usando a mesma energia que o criou. Quer se trate de guerras intermináveis no mundo ou de discussões intermináveis e lutas em sua própria casa, o problema é o mesmo: energias conflitantes. Se você quer mudar o resultado, mude a energia. O mais extraordinário desta solução é que você não precisará esperar por outra ocasião para fazer isto. Amor, Seu Amigo.
Neale Donald Walsch

Lançamento

Foto: Beth Freitas

lancamento temporsairo

O violinista, compositor e arranjador Thiago Delegado apresenta as canções do seu novo álbum Sambetes Vol. 1. O disco foi gravado em São João del-Rei, na região do Campo das Vertentes, no único estúdio do estado com tecnologia totalmente analógica. A escolha não foi só técnica, mas de alma. Sambetes Vol.1 é um disco que dá sequência a uma linha de música instrumental sofisticada que vem de antes da bossa nova, sofre influência do som feito nas pequenas boates do Beco das Garrafas, no Rio de Janeiro, e depois se mistura com o jazz e outras influências. Pré-bossa, bossa e pós-bossa. Se o samba é a tristeza que balança, como definiu Vinicius de Moraes, nos sambetes ela balança ainda mais. O bolachão é uma consequência natural dessa história.As composições trazem a marca de sua gênese notívaga. 1 - Sambete do Menexca, 2- Sambete da Malu, 3 -Maguá no Pagode, 4 - Sambete Preguiçoso, 5 – Afrosambete, 6 - Sambete Americano,n 7 - Garoto Matheus, 8 - Sambete nº 2. Todas as faixas são composições de Thiago Delegado, exceto Afrosambete, parceria de Thiago Delegado e Aloizio Horta. Com Thiago Delegado, Violão de sete cordas, Christiano Caldas, Rhodes e Hammond, Aloizio Horta, Contrabaixo e André Limão Queiroz, Bateria.

Serviço: Sesc Pinheiros, R. Paes Leme, 195. Quarta (3) às 20h30. Ingressos: de R$ 7,50 a R$ 25.

Salve Samba!, Xande de Pilares

Integrando o projeto Salve Samba!, Xande de Pilares apresenta show de seu segundo álbum solo, Esse Menino Sou Eu (Universal), lançado em 2017.Três anos após deixar os vocais do grupo Revelação, com o qual permaneceu por 20 anos, Xande, lançou novo disco que é uma espécie de biografia musical. São 17 faixas que passeiam por sua trajetória desde garoto, no Morro do Turano, como amante do samba, cantor e compositor. Recheado de partido-alto e samba de roda, o CD tem participação de Zeca Pagodinho em Homem de Lata (F. Camacho, T. Thomé, C. Andrade e R. Oliveira), de Jorge Aragão em A Lã e o Cobertor (de Xande e Aragão) e de sua mãe sambista, dona Maura Helena, em Mãe (X. de Pilares, G. Bernini e H. do Salgueiro). Entre as faixas inéditas estão a música de trabalho Eu Sou de Jorge (Leandro Fab e André Renato), Careta (André Renato e Claudemir), Cuca Quente(Serginho Meriti, Claudemir e Ricardo Moraes), o samba de roda Quem Não Sambou (André Renato, Gilson Bernini e Fernando Magarça), o partido-altoRoda de Pandeiro (André Renato, Carioca e Prateado) e Tem que Provar que Merece (A. Renato. X. de Pilares e G. Bernini), que integrou a trilha sonora da novela global A Força do Querer. O disco tem ainda regravações de Alegre Menina (Dorival Caymmi e Jorge Amado), Ah, Como Eu Amei, (Ney & Jorge Vellozo) e Cavaco Vadio (Paulinho Rezende e Totonho).

Serviço: Sesc Belenzinho, R. Padre Adelino, 1000, tel. 2076-9700. Até sábado (29) às 21h30. Ingresso: R$ 30.

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171